+ Comparar Imóveis
8 dicas para investir em imóveis mesmo em meio à crise do coronavírus
Dicas
22 Abr 2020

8 dicas para investir em imóveis mesmo em meio à crise do coronavírus

A crise do novo coronavírus chegou forte e o clima de insegurança já toma conta dos mercados. Em meio a instabilidade, as pessoas têm medo de investir até nos negócios mais seguros e rentáveis, como é o caso dos imóveis. Porém, a mesma crise que assusta também abre oportunidades para quem deseja investir sem muito capital, pois muitos proprietários vendem parte de seus patrimônios a preços menores só para ter dinheiro na mão durante a turbulência. Confira algumas dicas de como investir certo mesmo neste período desafiador.

 

1.Informação é tudo.

É preciso conhecer sobre o imóvel, sobre o mercado imobiliário e sobre as medidas contra a crise, que podem criar linhas de credito ou mexer nos juros e taxas. É importante estar por dentro das tendências de urbanização, históricos de preços e a saturação imobiliária na região do imóvel, assim como conhecer a reputação da construtora, incorporadora ou imobiliária que oferecem o negócio.

 

2. Visão de investidor.

É preciso enxergar além das aparências do imóvel para perceber suas reais oportunidades de negócio. Onde um leigo vê uma casa velha, um investidor enxerga a possibilidade de muitos apartamentos. Onde todos veem um terreno para agricultura, um negociante já vislumbra um loteamento ou uma pousada. Seu gosto não deve interferir na escolha, pois a ideia não é morar, e sim, fazer render. Com a visão de investidor, até a crise é vista de forma diferente.

 

3. Problema X oportunidade.

A única forma de você conseguir investir bem em tempos de crise é ter a habilidade de transformar problemas em oportunidades. Toda crise traz carências, escassez e, consequentemente, demandas específicas. Conhecer as necessidades humanas e mercadológicas ajuda você a traçar um raciocínio lógico para suprir as demandas da crise.

 

4. Olho fixo no dinheiro.

Em tempos de crise, o dinheiro é escasso, o desemprego tende a crescer, as prioridades mudam, portanto o dinheiro também troca de mãos. Saber onde está o dinheiro e entender os aspectos mais importantes da crise colaboram para seu investimento imobiliário. A crise do novo coronavírus tem ligação direta com a saúde pública. Esse pode ser o ponto de partida para prever onde o dinheiro vai estar amanhã. Estude, analise e não tire os olhos do dinheiro.

 

5. Liquidez é fundamental.

Saber que seu imóvel pode ser rapidamente vendido é um dos diferenciais do investimento imobiliário que pode garantir sua sobrevivência no mundo dos negócios. E se essa premissa vale para os tempos amenos, imagine em épocas de pandemia, quarentena e crise econômica global. Por isso, prefira imóveis com maior liquidez e acredite: a crise muda prioridades e pode gerar boas vendas.

 

6. Localização é importante.

Esse aspecto sempre foi importante para avaliar a compra de um imóvel. E não seria em tempo de crise que a premissa mudaria, ainda mais agora, que os governos terão menos dinheiro para infraestrutura. Dessa forma, se você puder investir em imóveis que já contem com pavimentação, saneamento e fiquem próximos de pontos estratégicos, as chances de bons negócios são altas.

 

7. Juros X valorização.

As medidas contra a crise, podem trazer incentivos que reduzam juros e taxas para a compra de determinados tipos de imóvel. Além disso, se você pretende parcelar, pegar empréstimos ou financiar, é crucial escolher a melhor maneira de fazer isso. Afinal, os juros que você vai pagar na compra, também reduzem seu ganho mesmo com uma boa valorização do imóvel. É preciso calcular se a valorização estimada vai compensar o investimento.

 

8. Fundos e condições merecem atenção.

Se você pensa em investir em fundos imobiliários, a crise não pode ser desprezada. Agora é o momento de pesquisar qual fundo será o menos afetado. Também é preciso analisar, com cuidado, a melhor forma de receber os dividendos em tempos de crise. Outro ponto muito importante para quem vai comprar um imóvel na crise, é saber as condições e negociar sempre as melhores. Lembre-se: prazo, parcelamento, taxas e juros fromam um negócio extra que, se bem negociados, podem contribuir muito para a rentabilidade do seu capital imobiliário.

 

Agora que você conhece alguns princípios para investir em imóveis durante a crise, também sabe que não precisa parar todos os seus negócios neste período complicado. Faça tudo com cautela e estude as características do momento. Boas oportunidades podem surgir dela. E não se esqueça: qualquer dúvida sobre o assunto, é só comentar aqui embaixo. Estamos prontos para responder suas perguntas o quanto antes e oferecer bons negócios mesmo neste período.

Imóveis Relacionados

Postagens Relacionadas